Os dias quentes estão longe de terminar e os felinos sofrem muito com as temperaturas elevadas. É nesta época do ano que incidências, como doenças dermatológicas e alergias, aumentam consideravelmente.

Alguns cuidados especiais precisam ser tomados para que seu pet não sofra com o calor, por isso, fique atento e ofereça local arejado, muita água e de preferência um cantinho especial com ventilação adequada para eles. É preciso também ficar atento à alimentação. No verão, o metabolismo dos pets fica mais lento e ele gasta menos energia para o funcionamento do organismo. Logo, eles tendem a comer menos no calor.

Mas não é só isso: os felinos procuram as horas mais frescas do dia para se alimentar, por isso o ideal é que o tutor forneça o alimento pela manhã ou à noite. Algumas pessoas, principalmente as que têm gatos, acreditam que o pet não está se alimentando, mas na verdade o gatinho está comendo durante a madrugada, pois tem hábitos noturnos e, também prefere a temperatura mais baixa da noite para comer.

Uma dica importante é sempre oferecer para eles água fresca. Os felinos precisam de mais atenção que os cães no quesito hidratação, pois, naturalmente ingerem menos água e são mais caprichosos. Manter as vasilhas limpas, colocar gelo na água e oferecer água corrente são dicas importantes para atrair o seu animal de estimação e incentivá-lo a tomar água.

Para se refrescar não é preciso banho! Os gatos fazem a auto higiene por meio de várias lambidas pelo corpo. O que pouca gente sabe é que, ao lamber-se, os gatos também regulam a temperatura corporal. O problema é que este comportamento causa o acúmulo de pelos no trato digestivo, causando as bolas de pelos. A dica no calor é escovar mais o gato, para que ele evite ingerir tantos pelos ao lamber-se.